Busca
Home | O Canil » Princípios de Criação

O Canil

Princípios de Criação

1- Não aceitar mudanças no padrão da raça. A criação tem que ser baseada na figura do cão original, naqueles caracteres que a natureza moldou através de centenas de anos. Além de ser respeitoso com a raça, mostra uma preocupação ecológica com a preservação da espécie. Com relação à raça Fila Brasileiro, o padrão a ser seguido é o descrito pelo saudoso Dr. Paulo Santos Cruz, o primeiro realizado sobre a raça. Esse também é o padrão seguido pelo Clube do aprimoramento do Fila Brasileiro (CAFIB) e pelo titular do Canil Santa Luzia.

2- Cuidado nos acasalamentos. Não acredite que cruzar campeões é a chave do sucesso. Ele não ocorre sem o estudo da genética e o conhecimento dos ascendentes remotos dos cães. Claro que os primeiros lugares de exposições possuem qualidade, mas também é muito importante a sua origem e potencialidade genética. Existem cães campeões e grandes reprodutores. Nem sempre estas qualidades estão no mesmo animal.

3- Desconfie de filhotes baratos, pois, geralmente, são de qualidade inferior ou provenientes de acasalamentos sem nenhum estudo. Um bom criador trabalha evitando doenças genéticas e procurando cães que mais se aproximem do padrão da raça. Os custos de criação e o tempo empreendido são enormes. Por isso, só compre filhotes diretamente no canil, e verifique as condições de higiene e a qualidade do estabelecimento. Evite comprar cães em esquinas, praças e pet shops. Geralmente são animais de pouca saúde e certamente lhe trarão aborrecimentos ao longo da vida.

4- Discuta, questione e peça sempre a orientação de pessoas mais experientes. E evite a “cegueira de canil”. Todos os criadores malsucedidos sucumbiram diante desse mal.

5- Compartilhe. Todo mundo deve ter o prazer de ter um Fila puro na mão. Cães excelentes devem ficar com pessoas honestas, independente de terem condições de pagar por isso. A raça agradece.

6- Não existe cão perfeito. É o cão inteiro que conta. Se você esquece de uma virtude enquanto procura outra, o prejuízo será  enorme. Saiba avaliar o que é mais importante na raça escolhida. No Fila Brasileiro, uma boa cabeça e um temperamento correto são características imprescindíveis e são as mais fáceis de se perder.

7- Acasalamentos só devem ser realizados com a supervisão de uma pessoa experiente na raça escolhida.

8- Experiência se adquire com anos de estudo. Criadores com dois, três, quatro anos, não são experientes.

9- Não tenha preguiça. Use diversos padreadores. Sempre existe um melhor reprodutor do que o seu. Prefira usar um cão razoável com uma linha de sangue excelente do que um cão excelente com uma linha de sangue razoável. Criação é, antes de tudo, preocupação com o futuro da raça.

10- Sentimentos pessoais não devem influenciar em acasalamentos. Deve-se escolher o melhor cão para a cadela de acordo com as características dos dois, independente de  quem seja o dono dele.

11- Nunca tente achar defeitos em um excelente exemplar apenas para rebaixá-lo. Ele é uma fonte de orgulho para os verdadeiros amantes da raça.

12- Saia da zona de conforto. Coloque periodicamente sua criação em avaliação. Exposições especializadas são para esse fim.

13- E o mais importante de tudo. Ame exaustivamente seus cães. Se não tiver certeza do seu amor por eles, não os adquira. O Fila Brasileiro merece um destino melhor.

Newsletter - Receba nossos informativos